top of page
  • Foto do escritorAlessandro A. Mazzola

Iphone, Hélio e Ressonância Magnética

14/11/2018


Iphones são Alérgicos ao Hélio!!!





Muitas pessoas ficaram bastante surpresas com essa notícia, inclusive eu. Por isso, fui pesquisar e verifiquei numa postagem no site iFixit (https://ifixit.org/blog/11986/iphones-are-allergic-to-helium/) e resolvi traduzir o texto que está bastante completo e bem explicado. Mas não sem antes pedir autorização do CEO do IFixit, Sr. Kyle Wiens, que prontamente nos autorizou. Segue o texto traduzido:


Os átomos de hélio podem causar estragos nos chips de silício MEMS. MEMS são sistemas microeletromecânicos que são usados ​​para giroscópios e acelerômetros em telefones, e os átomos de hélio são pequenos o suficiente para atrapalhar o funcionamento desses sistemas. Bem, no coração de todo dispositivo eletrônico está um relógio.


Tradicionalmente, esses são osciladores de quartzo, cristais que vibram em uma frequência previsível específica, geralmente 32 kHz. Quando eles foram inventados, eles ativaram os primeiros relógios digitais de quartzo. Agora, esses geradores de frequência estão no centro de todo dispositivo eletrônico. Sem um relógio, o sistema fica parado. A CPU não funciona.


O relógio é literalmente o batimento cardíaco de um dispositivo moderno. Mas os osciladores de quartzo têm alguns problemas. Eles não mantêm o tempo em altas (e baixas) temperaturas, e eles são um componente relativamente grande: 1 × 3 mm ou mais. Em sua busca por hardware cada vez menor, a Apple começou recentemente a usar os osciladores de tempo MEMS de uma empresa especializada chamada SiTime para substituir os componentes de quartzo.



Especificamente, eles estão usando o SiT512, "o menor oscilador de 32 kHz do mundo". E se o dispositivo MEMS fosse suscetível à intrusão de hélio, esse poderia ser o nosso culpado! Um oscilador com falha corresponderia aos sintomas de Erik, que ele reproduziu em um experimento. “Coloquei um iPhone 8 Plus em um saco lacrado e o enchi de hélio. Isso não era incrivelmente realista, pois os iPhones originais teriam sido expostos a uma concentração muito menor, mas ainda apoia a ideia de que o hélio pode desativar o dispositivo. No vídeo, deixo o monitor ligado e executando um cronômetro durante o teste. Cerca de 8 minutos e 20 segundos e o telefone trava. Nada louco realmente acontece. O relógio simplesmente para e nada mais. A tela ficou ligada.”


Eu pude repetir seu experimento em nosso laboratório. Meu iPhone 8 durou cerca de quatro minutos em uma atmosfera de hélio antes de desligar completamente. Com certeza, o guia do usuário da Apple para iPhone e Apple Watch admite que isso é um problema.


Então é isso! Como um grão de areia incrivelmente minúsculo, as moléculas de hélio são pequenas o suficiente para entrar no dispositivo, parar fisicamente o relógio e transformar seu telefone temporariamente em um peso de papel. Sendo o ambiente de um setor de RM altamente sujeito a vazamentos de hélio durante reabastecimentos ou mesmo em situações críticas com o apagamento ("quench") emergencial do campo magnético, cuide para que seu Iphone não esteja por perto.


Referências





Comments


bottom of page