top of page
  • Foto do escritorMichel Salvador

A IMPORTÂNCIA DO CORRETO ACIONAMENTO DAS BOBINAS EXPLICADA EM UM CASO CLÍNICO DE RM DE COLUNA.

Atualizado: 15 de jun. de 2021

Texto em colaboração com Ricardo Schneider Junior.


Em ressonância magnética, a principal função de uma bobina é transmitir um campo de radiofrequência (RF) homogêneo na região do corpo que queremos examinar (região de interesse) e também receber ou captar o sinal de resposta da melhor forma para se ter uma boa relação sinal ruído (RSR). Como sabemos, a relação sinal ruído (RSR) é a razão entre a quantidade de sinal gerado e o ruído eletrônico presente em todo processo de aquisição. Assim, quanto maior o sinal coletado, mantido o menor ruído possível, maior será a razão sinal ruído. Como iremos ver neste post, o conhecimento do papel das bobinas e do conceito da razão sinal ruído (RSR) é extremamente importante para avaliar nossas imagens por RM.

As bobinas podem ser acionadas de forma automática, mas este acionamento pode falhar, resultando em um fator de confusão muito importante quando estamos tentando emitir um diagnóstico preciso. Desta forma, a boa correlação das imagens adquiridas pelo profissional de RM com os dados clínicos e as queixas do paciente se torna uma excelente aliada na prevenção de erros de diagnóstico provocado por uma falha de funcionamento das bobinas e por geração de ruídos.

Nem os profissionais mais experientes que operam um equipamento de RM estão livres deste possível problema. Para exemplificar, iremos apresentar um interessante caso que chegou até um de nossos colaboradores. Se trata de um paciente do sexo masculino, 63 anos, que chegou com um pedido de RM de coluna torácica se queixando de fortes dores nas costas.

Primeiramente, a queixa de dor nas costas do nosso paciente acima pode ter origem em diversas causas dentre elas: edemas musculares, protusões discais, achatamento de vértebras, alterações degenerativas nos discos intervertebrais entre outros. Para avaliar a possível origem da dor, a RM de coluna torácica foi feita neste paciente e se notou a presença de um hiposinal na região da musculatura das costas como o mostrado abaixo:





Figura 1. Na imagem, podemos observar um hiposinal na musculatura das costas do paciente.


No caso do nosso paciente acima, este hiposinal encontrado poderia sugerir um edema muscular condizente com o relato de dor reportado pelo paciente, certo?


Teoricamente sim! Entretanto, para os olhos treinados de um profissional de RM fica mais claro que este achado se parece, na verdade, com um ruído!

Neste caso, o que aconteceu então? Por que o ruído foi gerado?

Após uma averiguação do que poderia estar originando este ruído se verificou que uma das bobinas da mesa não havia sido acionada automaticamente como o de costume! Na imagem abaixo, verificamos que após o acionamento da bobina que estava inesperadamente desligada, o hiposinal desapareceu!





Figura 2. Após o acionamento da bobina que não estava acionada, o hiposinal desaparece e ocorre uma melhoria da RSR.

Na figura abaixo, ainda mostramos uma noção mais global do ocorrido mostrando a imagem com e sem o acionamento da bobina de forma pareada! Vejam que interessante:



Figura 3. Observação do não acionamento da bobina SP3 (A) comparada à imagem aonde o acionamento ocorre (B). Imagens adquiridas com equipamento Siemens Espree 1,5T (Siemens Healthineers, Erlangen, Alemanha).

Veja que por pouco não ocorreu um erro de diagnóstico! O hiposinal observado inicialmente se tratava, portanto, de um ruído provocado por falha de acionamento de uma bobina.


Qual foi o diagnóstico do paciente afinal?


O diagnóstico final do paciente foi uma espondiloartrodiscopatia degenerativa torácica! Como podemos ver, este parecer foi dado através de uma característica na imagem completamente diferente daquela que inicialmente nos chamou a atenção (que era um artefato). Se trata de um processo natural de desgaste e degeneração da coluna ocasionado pela idade. Neste caso, compatível com a idade de nosso paciente (63 anos).


Concluindo nossa mensagem deste post, os profissionais de RM devem estar sempre treinados para possíveis detecções de problemas técnicos e atento ao correto acionamento dos dispositivos indispensáveis para a boa aquisição da imagem.


May all your spins precess in the correct direction!


Comments


bottom of page